Buscar

Cultura: cidade & múltiplas abordagens



Os anos de 2020 e 2021 trouxeram consigo desafios inéditos para a produção e a gestão cultural, em todos os níveis e instâncias. Foi aí que pudemos sentir, de fato, o impacto das políticas culturais - e sua ausência - no cotidiano dos fazedores de cultura. É 2022 no Brasil e ainda estamos em meio à pandemia, após um caos regido pela irresponsabilidade das autoridades que geraram, além da desinformação, verdadeiros crimes contra a humanidade. Com atraso, a vacinação tem demonstrado eficácia, protegendo a população, aumentando a possibilidade do retorno de artistas e agentes culturais às suas atividades de trabalho.


Neste contexto de dúvida e espera, algumas ações emergenciais provenientes da pressão da classe cultural e artística sobre os órgãos responsáveis oportunizaram um grande registro de produtos em formato audiovisual em todo o país. Em Poços de Caldas, minha cidade, a partir dos editais municipais e da Lei Aldir Blanc municipal, cerca de 500 novos vídeos foram criados/produzidos/gravados/distribuídos neste período (o primeiro deles, postado no canal Poços Curte em Casa, teve upload em 18/07/2020). Também, neste período, a efervescência das lives se tornou ferramenta útil para universidades e instituições relacionadas ao âmbito da Cultura.


Na área de gestão e produção, participei de alguns projetos e compartilho aqui estes registros, entendendo que servem de base para futuras abordagens, na busca pelo aprimoramento das políticas públicas para a Cultura em nosso município. Abaixo, comento algumas delas.


Mesa: Processos participativos na Cultura do nosso município: Criando Futuros


A atividade, dentro do fórum Diálogo de Saberes, detalhou a estrutura e a legislação que regulamenta o Conselho Municipal de Política Cultural de Poços de Caldas (CMPC), evidenciando a importância da participação popular nos processos de decisão no que se refere ao campo da Arte e da Cultura junto ao setor público, buscando a compreensão da comunidade e estimulando a aproximação dos agentes culturais para o diálogo e mapeamento de demandas. A realização foi do IF Sul de Minas - Campus Poços de Caldas.



Podcast: Na palma da mão e na ponta da língua


O projeto "Na palma da mão e na ponta da língua" tem como premissa a formação e profissionalização da classe cultural e é composto pela seguinte tríade de ações: 1. Podcast “Na ponta da língua e na palma da mão” com as artistas Shante e Gabi Gonçalves, e com minha participação como técnico e artista convidado; 2. “Infográfico sobre as Leis de Municipais Cultura” realizado pela artista Carol Nassif; e 3. “Leitura Comentada das Leis Municipais Cultura” com os artistas Walter de Andrade e Valber Rodrigues, com tradução em Libras por Elizete Monteiro. Todas as três ações tiveram a coordenação e direção geral do proponente Valber Rodrigues.



Roda de Conversas: Empresas Culturais e suas Realidades. O antes, durante e pós-pandemia


A cadeia produtiva da cultura é formada por artistas, técnicos e contratantes, mas ás vezes nos esquecemos das empresas culturais (ou agências culturais), responsáveis principalmente por estabelecer relações contratuais - com os setores público e privado. Sem a Pessoa Jurídica, na maioria das vezes, é impossível finalizar um contrato ou mesmo formalizar um patrocínio. A pandemia trouxe consigo uma situação de agravamento: muitos contratos foram rompidos e/ou adiados e todo o setor cultural foi prejudicado diretamente. Nesta roda de conversa, promovida pela Mixiricar-te Cultural (REO Valias), contribuí enquanto artista e representante do Conselho Municipal de Política Cultural, debatendo com Maestro Migulezinho, Ibrian Azzy e Ricardo Malabi os impactos e as dificuldades enfrentadas pelas empresas que atuam no ramo da Arte e da Cultura a nível local.


Produção local em tempos de distanciamento social


Para quem quer conhecer a produção cultural de Poços de Caldas, o canal Poços Curte em Casa, criado pela Secretaria Municipal de Cultura para abarcar todo o conteúdo produzido via editais municipais em meio à pandemia, traz um recorte atual e considerável, e pode ser consultado gratuitamente. Todas as linguagens culturais e artísticas estão contempladas - em maior ou menor medida - e é possível analisar as diversas maneiras de criação a partir do suporte audiovisual, única alternativa em tempos de isolamento.


Mais: para consultar a legislação municipal para a Cultura, você pode acessar o site pocosdecaldas.mg.gov.br/cultura.



Pedro Cezar é músico, bacharel em Música Popular, produtor e gestor cultural poços-caldense.